Saiu no EStadão hoje 13/07/2011

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Saiu no EStadão hoje 13/07/2011

Mensagem  Obsevador-CWB em Qua Jul 13, 2011 8:24 am

Duas consequencias possíveis: 1- alguma forma de barreira (acho pouco provável pois há medidas internacionais a serem tomadas) ou 2- baixa nos preços dos nacionais (o que também acabaria sendo um mérito dos asiáticos.... quem sabe veremos carros nacionais finalmente com preços um pouco menos extorsivos)

Anfavea demonstra preocupação com coreanos e chineses

O estudo da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) entregue aos ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, tem como pano de fundo a preocupação com o aumento das importações de carros coreanos e chineses.

Como não há muito espaço para medidas de defesa comercial para conter as importações, os fabricantes pressionam o governo para obter incentivos fiscais para carros 'genuinamente brasileiros'. A proposta sugere desoneração tributária para automóveis que atendam a um índice alto (pelo menos 60%) de componentes nacionais.

O argumento da Anfavea é o de que as empresas brasileiras têm 'um déficit competitivo' em relação aos coreanos e chineses. 'As montadoras admitem as japonesas aqui, estão com o pé atrás com os franceses porque têm muita peça importada e estão apavoradas com coreanos e chineses', resumiu uma fonte da área econômica do governo.

A Argentina, vista pelo setor como um mercado complementar ao brasileiro, continua sendo o principal fornecedor de carros importados para o Brasil, mas já tem perdido mercado para os coreanos e chineses.


E SEGUE...........
Em cinco anos, exportação de carros desaba



Dida Sampaio/AE 22/3/2011

"Recorde de entrada. Pátios de terminal alfandegário ficam lotados de veículos importados"
Ao mesmo tempo que registra recorde de importação, as montadoras experimentam queda significativa nas exportações. Enquanto a participação das importações nas vendas nacionais saltou de 5,1% em 2005 para 21,7% em 2010, a fatia das exportações na produção encolheu de 30,7% para 11,9% no mesmo período.

O setor encerrou o ano com déficit de US$ 6 bilhões, o maior de sua história, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Este ano, o saldo negativo deve ser ainda maior. Só o setor de autopeças projeta déficit recorde de US$ 4,5 bilhões para este ano, US$ 1 bilhão a mais do que em 2010, segundo cálculos do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças).

Além do câmbio, dos encargos trabalhistas, dos custos financeiros, da taxação dos investimentos e de problemas de logística, o conselheiro do Sindipeças, Américo Nesti, reclama que o governo brasileiro não fiscaliza com rigor o índice de peças nacionais e importadas nos automóveis produzidos no País. A falha ocorre mesmo nos produtos fabricados no Mercosul, cuja regra exige 60% de conteúdo regional.

O Sindipeças defende a revisão na classificação da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), que identifica o número de peças importadas e sua origem. Pedido nesse sentido foi enviado ao governo há vários meses, sem resposta. 'Esse setor me preocupa muito, pois a sobrevivência das empresas nacionais vai ficar complicada', diz a economista Tereza Fernandes, diretora da MB Associados.

Entre as marcas de importados sem fabricação local que mais crescem no País está a chinesa Chery, que vendeu 8 mil carros no primeiro semestre, oito vezes mais que em todo o ano de 2010. A marca começou a vender o compacto QQ por R$ 22.990, com itens como ar condicionado e airbag. O Fiat Mille custa R$ 23.220, sem esses componentes.

Diante do sucesso dessas marcas, assim como da também chinesa JAC e da coreana Kia, além dos modelos de alto luxo com preços acima de R$ 100 mil, a Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva) reviu ontem de 165 mil para 185 mil unidades a projeção de vendas das associadas para este ano.

Obsevador-CWB

Mensagens : 693
Data de inscrição : 06/10/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum